sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Retrospectiva Antenados 2015

Texto: Beatriz Antunes

Grandes mudanças aconteceram no Antenados em 2015, tendo como ponto de partida a transição de projeto para produtora. Acompanhe nossa retrospectiva e fique por dentro de tudo o que aconteceu durante o ano.

Logo no começo do primeiro semestre a Escola Multimídia começou a receber seus primeiros alunos, tornando-se uma excelente opção para quem se interessa na área audiovisual. 


Durante o ano foram realizadas várias campanhas, dentre elas o Dia das Mães, o Dia dos País e o Dia das Crianças.


Produzimos também vídeos organizacionais para empresas do terceiro setor:

Tivemos bate-papos, workshops e palestras:

Em Setembro aconteceu a 4ª edição da Semana daComunicação, com tema “Criatividade e Inovação”.
E a Agenda Cultural se tornou um sucesso no Facebook com 30 edições.
Para finalizar o ano, mais uma formatura da Escola Multimídia.
Ano que vem tem muito mais, aguardem!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Ofício: Fotografia

Texto: Beatriz Antunes

Repórter: Como conheceu a Produtora Antenados e qual foi o impacto que essa descoberta influenciou na sua vida?
Emerson: Eu entrei no, então, Projeto Antenados quando ele ainda era uma ideia, um conceito acabado de sair da cabeça de seus idealizadores. Quando fui convidado para trabalhar, por volta de março de 2007, quando começaram as primeiras oficinas e atividades práticas. Cresci junto com o Antenados, e ele me proporcionou várias experiência, profissionais e pessoais, fato que eu sou muito grato.
Filipe: Descobri o Antenados através de uma indicação de um amigo, Cledemar, que hoje é Jornalista e Instrutor da Produtora. Foi então que tive o primeiro contato com produções audiovisuais e despertou meu amor pela coisa e me fez seguir na área.
Repórter: Como surgiu a parceria entre vocês (Emerson e Filipe) para criar o Studio Injoy?
Emerson: Na ocasião, eu já alimentava a ideia de trabalhar com fotografia há algum tempo, quando finalizei o curso (de fotografia) resolvi tirar a ideia do papel, foi assim que surgiu o Injoy. Minha parceria com o Filipe surgiu pela afinidade que nasceu no projeto antenados.
Filipe: Depois que me tornei instrutor no Antenados a minha amizade com o Emerson cresceu muito. Nos tornamos grandes amigos, irmãos mesmo. Então como pensamos bem semelhante, gostamos das mesmas coisas e nos damos bem, pensamos em juntar forças e criar o StudioInjoy.
 Emerson de Oliveira é formado em Publicidade e Propaganda e é coordenador da Produtora Antenados.
Repórter: Como é o atual cenário fotográfico brasileiro e suas maiores mudanças nos últimos anos?
Emerson: Eu posso tentar dizer algo sobre o mercado de fotografia de casamento, que é a área que eu venho me especializando.
A coisa evoluiu muito, há algum tempo as pessoas tem orgulho em dizer que são fotógrafos de casamento, muitos até se definem como artistas. O fato é que a qualidade dos trabalhos e o retorno financeiro dos profissionais evoluíram paralelamente.
Filipe: Hoje em dia o segmento está bem popular, e o acesso a câmeras profissionais e celulares com boas câmeras é bem mais fácil que há anos atrás, o que incentiva muita gente a começar. Também existem muitos cursos e workshops.
 
Filipe Abras é instrutor de fotografia na Produtora Antenados e estudante de Publicidade e Propaganda.
Repórter: Quais são os maiores desafios para os que já atuam e os que estão começando agora no ramo fotográfico?
Emerson: Creio que o desafio seja o mesmo, tentar manter o entusiasmo e motivação, seja de qual área for ou de qual momento da carreira ele esteja. Quem está começando tem que reunir força e fé para superar as limitações, críticas e dificuldades financeiras. Para o profissional já estabelecido no mercado o desafio continua sendo o mesmo: a busca de um motivo para continuar clicando.
Filipe: Como a área está mais popular a concorrência também cresce principalmente para quem está começando. Isso acaba desanimando muitas pessoas.
Repórter: Deixe uma mensagem para as pessoas que se interessam por fotografia e querem entrar nessa área.
Emerson: Não deixe de ser um amador, mesmo se você passar a ser pago pelo que faz. A maioria dos profissionais está sendo definida por “COMO” eles fazem algo. Eu, ainda que pra mim mesmo possa soar como uma utopia, tento me orientar pela razão dos amadores, que fazem algo PORQUE amam, PORQUE aquilo os define, PORQUE aquilo se tornou sua “voz”; ou seja, estamos mais interessados no “PORQUE” fotografamos do que “COMO” fotografamos, acho que essa é nossa singularidade.

Filipe: Se forem entrar na área, façam com amor a fotografia e a você. Invistam tempo em workshops, palestras, viagens, livros e conhecer pessoas novas. A fotografia não é só técnica, é também todo o repertório de vida do fotógrafo.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Ofício: Fotografia


Texto: Beatriz Antunes

Suelen Rüdiger é instrutora de fotografia na Produtora Antenados.

Repórter: Quais as mudanças que o Antenados e a Escola Multimídia proporcionaram em você?
Quando entrei no Antenados em 2012, tive contato com muita coisa. Conheci vários lugares e pessoas, aprendi a trabalhar em equipe e fiz novas amizades. O que foi essencial na minha vida, tanto na formação humana quanto na área profissional. Além disso, ser instrutora na Escola Multimídia foi uma oportunidade única, perfeita para poder repassar meus conhecimentos aqueles que querem aprender o ofício do audiovisual.

Repórter: O que te inspirou a começar um projeto pessoal e o que você mais gosta de registrar como fotógrafa?
Quando comecei a fazer parte do Antenados, logo me identifiquei com  a fotografia. Minha paixão foi crescendo a cada dia, então logo pensei em começar um projeto pessoal para poder colocar em prática tudo que sei, podendo registrar meus momentos favoritos, os familiares.

Repórter: Deixe uma mensagem para as pessoas que querem começar na área de comunicação.
Quem gosta e se identifica com a área da comunicação, vá em frente. Os obstáculos sempre existem, mas nunca desista. Se você realmente quer algo, lute para conseguir, já que nossos sonhos sempre podem ser realizados, basta acreditar e ir atrás.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Psicologia das Cores

Texto: Beatriz Antunes

Muitas coisas estão por trás dos processos de criação da Produtora Antenados, pois tudo é levado em conta, desde o estudo das cores até o da tipografia. Para você ter uma boa produção audiovisual é preciso pensar nos mínimos detalhes. Conheça um pouco do estudo das cores e relembre o que é tipografia aqui.
O estudo da “Psicologia das Cores” é responsável por analisar como cada cor é percebida por nosso cérebro. Muito utilizada no Marketing ela é responsável pela associação de marcas e produtos, tendo cada cor um significado.

A cor luz é encontrada nos objetos que emitem luz, como os monitores e televisores, e possuiu como sistema o RGB (red, green e blue). Já a cor-pigmento possue o padrão CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto) e é identificada em publicações impressas. 
Fonte: site aprederdesign
História
Em 1666 o físico e matemático inglês Isaac Newton começou seu estudo sobre os reflexos solares. Sua primeira descoberta foi que a luz branca ao passar pelo prisma, que é um sólido geométrico, separava-se em diversas cores. Posteriormente, também observou que a combinação dessas cores resultava em outros tons.
Fonte: site fisicapracurtir
Quase um século e meio depois, o alemão Johann Wolfgang Von Goethe escreveu um livro denominado “Teoria da Cor”, confrontando as ideias de Newton. Para Goethe as cores passavam sensações que eram moldadas por nossa percepção, sendo muito mais que um fenômeno físico. 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Ofício: Cinegrafia e Edição de Imagens

Texto: Beatriz Antunes

Repórter: Quando você conheceu a Produtora Antenados e como foi suas experiências e oportunidades que surgiram ao longo da jornada?
Beatriz: Conheci o Antenados no final de 2011 através de uma amiga que me falou sobre o Projeto, e através dos cursos oferecidos fui conhecendo a área mais a fundo e aprendi tudo que sei.
Cleidiane: Minha relação com o Antenados começou através do meu irmão Cledemar. Ele fez parte da primeira turma, e posteriormente virou instrutor. Em 2011 me indicou o projeto, quando surgiram vagas de menor aprendiz. No final de 2013 tive a oportunidade de virar instrutora de edição de vídeos, e em 2014, resolvi cursar graduação em Publicidade e Propaganda.
Beatriz Miranda é instrutora de cinegrafia na Produtora Antenados.

Repórter: Apesar de ser jovem você criou sua própria empresa, O Beijos Filmes. Como foi esse processo?
Beatriz: Ter uma empresa que faz vídeos de casamento é uma responsabilidade muito grande, pois estamos lidando com um momento único da vida de um casal. Antes de iniciar um projeto é preciso pensar em muitas coisas, e principalmente o compromisso que você está assumindo.

Cleidiane Duarte é instrutora de edição de imagens e cursa Publicidade e Propaganda.

Repórter: Como freelancer você fez alguns trabalhos no O Beijo Filmes, que é a empresa de sua colega de trabalho Beatriz Miranda. Como é essa sua relação com O Beijo?
Cleidiane: O Beijo Filmes é uma paixão pra mim, é um sentimento além da prestação de serviços. Trabalhar com o que gostamos e principalmente com quem gostamos é muito satisfatório.

Repórter: A experiência de ser professora é nova para vocês, como foi essa mudança e o que estão achando sobre essa experiência?
Beatriz: É muito bom ser professora na Escola Multimídia, pois quando a gente ensina também aprende muito. E poder passar o que você sabe para outras pessoas é muito gratificante.
Cleidiane: Como não sou formada como educadora isso se tornou um pouco complicado. Mas aqui na Escola Multimídia isso tem se tornado cada vez mais prazeroso, a gente aprende ensinando, e está sendo uma ótima experiência.

Repórter: Qual é a mensagem que vocês deixam para as pessoas que gostariam de trabalhar nessa área?
Beatriz: Trabalhe no que você gosta, invista seu tempo, dinheiro e se dedique o máximo, pois o retorno é certo. O mais importante é o contato que você faz com as pessoas, faça com que elas conheçam seu trabalho.
Cleidiane: É uma área muito ampla, seja para ser empreendedor ou para fazer serviços freelancer. Para quem gosta vale a pena investir.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Ofício: Design

Texto: Beatriz Antunes

Henrique Oliveira é formado em Design, e trabalha como instrutor de edição de vídeo e criação.

Repórter: Você está no Antenados desde seu inicio em 2007. O que essa experiência contribuiu para sua formação profissional e escolhas?
Ao entrar para o Antenados, tive certeza de que a comunicação era o que queria porque sempre me chamou a atenção os bastidores. O processo.
Como o Antenados é um grande laboratório de criação, fui logo desenvolvendo meu interesse por arte e design. Me formei em design gráfico e fiz vários cursos livres de artes graças ao espaço e confiança que recebi aqui.

Repórter: Além de trabalhar na Produtora Antenados, você também atua como freelancer, sendo criador de duas página na internet, o De Dentro Design e o Ateliê Café a Dois . Como é área em que trabalha?
Como sempre gostei de design, seja ele para qualquer finalidade, a 4 anos atrás criei juntamente com a ceramista Luciana Pires um Ateliê de Cerâmica artesanal, o Café a Dois. Com esse trabalho posso explorar outras áreas do design fazendo algo mais autoral. Além disso, trabalho como freelancer criando identidade visual para empresas e micro empreendedores.

Repórter: Como você alia sua profissão de Designer com artesão?
Na verdade aliar minha profissão de designer ao artesanato é bem mais simples do que parece. Como a estética é algo em comum nas duas áreas, fica mais fácil até mesmo para pesquisar referencias e criar. Mas como a cerâmica faz parte do meu dia a dia, estou pensando em até fazer algum curso de design voltado mais para produtos.

Repórter: Qual a mensagem que você deixa para as pessoas que estão interessadas por essa área?
É uma excelente profissão! Mas como qualquer outra, o grande diferencial é VOCÊ. A dica? Cursos e prática. Não existe uma fórmula mágica. Porém, hoje é muito mais fácil especializar-se em design. Além da graduação, existem cursos técnicos e de aprendizado em softwares e processos presentes na profissão.

Se valer outra dica, acredito que o bom profissional é aquele que gosta de se manter informado sobre tudo em sua volta. Seja curioso... Busque referencias... Leia muito! O Designer é um profissional que assume um importante papel na sociedade, já que ele é o responsável pelo projeto que venderá uma ideia. Um conceito. Então, se está certo de que essa é a profissão que sempre sonhou, o céu é o limite!

terça-feira, 17 de novembro de 2015

9ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos

Texto: Beatriz Antunes e Luan Souza
Foto: Lorrany Ramos

Do dia 11 ao dia 15 de novembro, aconteceu a 9ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos, evento que ocorre a cada dois anos, alternadamente com a Bienal Nacional do Livro. O FIQ foi criado em 1999 e é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura.
Da direita para esquerda: Duke, Lu Cafaggi, Mariamma Fonseca e Thalles Rodrigues.
Pela primeira vez o Antenados Produtora marcou presença no FIQ, que teve como tema desse ano “Ciência dos super-heróis”. Além de estandes de HQs, gibis e mangás, aconteceu um bate-papo sobre Jornalismo e quadrinhos. Os convidados foram: Duke, chargista dos jornais O Tempo e Super Notícia, Mariamma Fonseca, idealizadora do site Lady’s Comics, Lu Cafagg, quadrinista e jornalista, e Thalles Rodrigues, quadrinista.
“O FIQ é um evento muito importante para todas as pessoas, pois é um local onde conhecemos diversos profissionais, desde o ilustrador ao autor, desta forma, aumentando o nosso conhecimento cultural”. Disse Marlon Brendo assistente da Produtora Antenados.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Ofício: Jornalismo

Texto: Beatriz Antunes

Durante os meses de Novembro e Dezembro será publicado semanalmente no blog entrevistas com os instrutores da Produtora Antenados. O projeto “Ofício”, contará um pouco sobre suas carreiras e a áreas de comunicação em que trabalham, tendo como objetivo passar um pouco de sua experiência profissional para os leitores.


Cledemar Duarte é formado em Comunicação Social – Jornalismo, e exerce a profissão de produtor audiovisual e Instrutor de Jornalismo.

Repórter: Bom, para começar, gostaríamos de saber: como é a área que você trabalha?
Então, atualmente sou Instrutor de jornalismo e Produtor Audiovisual na Produtora Antenados. Entre as funções, sou responsável por ministrar aulas de introdução ao jornalismo para alunos de um projeto social. Outra ação dentro da produtora é a criação e administração de conteúdo para redes sociais. Paralelo as produções do Antenados criei o meu próprio negócio, uma empresa de assessoria em comunicação.

Repórter: Além de trabalhar na Produtora Antenados, recentemente você criou um projeto paralelo, o DoArt Comunicação, como foi isso?
A ideia do novo projeto sempre foi um sonho. Durante o período de estudo aprimorei as minhas capacidades e especializei em produção de vídeo e criação de conteúdo para internet. Estou começando agora, mas a experiência em outros trabalhos são os diferenciais para fazer dar certo.

Repórter: É sempre difícil para um jovem escolher uma profissão em que deseja seguir, pois há muitas duvidas nessa idade. Por que dentre tantas carreiras você escolheu comunicação?
Nunca havia imaginado comunicação como área de estudo ou trabalho. Tudo começou em 2007, isso mesmo, com a participação na primeira turma do Antenados percebi que era a área que deveria seguir.
Repórter: Há oito anos você começou a traçar sua carreira no projeto Jovens Comunicadores na Instituição Ramacrisna. Como o Antenados contribuiu para sua carreira profissional?
Através das aulas, oficinas, e principalmente pelo contato com os profissionais aprendi bastante e fiz a escolha certa em seguir em comunicação.

Repórter: Para finalizar, qual a mensagem que você deixa para quem está interessado nessa área?

O ideal é seguir a área que gostamos. Comunicação é uma área muito ampla, você pode trabalhar com rádio, TV, internet, mídia impressa, etc. Faça um curso técnico ou de aprendizado, pesquise bastante, compre seus equipamentos. A mensagem principal é fazer o que gosta.


terça-feira, 10 de novembro de 2015

Economia Pessoal

Texto: Beatriz Antunes

Durante os meses de Outubro e Novembro, a Ramacrisna ofereceu para os alunos dos projetos da Instituição o curso de economia pessoal, da Junior Achievement, que através da parceria com o Sebrae Nacional, trabalha com os estudantes temas atuais, com o objetivo de prepará-los para o mercado de trabalho.

A economia pessoal é uma tarefa diária de avaliação financeira, que visa o planejamento orçamentário de seus gastos pessoais e familiares. Assim, ao se preparar para eventualidades é fundamental poupar e investir.

“Com o curso descobri que existe profissões que não conhecia nas áreas em que me interesso. Além disso, aprendi a importância de economizar e pensar no futuro”. Afirmou Jefferson Gonçalves, Assistente Audiovisual na Produtora Antenados.


Junior Achievement:

Fundada em 1919, nos Estados Unidos, a Junior Achievement, é uma associação educativa sem fins lucrativos, cujo objetivo é despertar o espírito empreendedor nos jovens, estimulando seu desenvolvimento pessoal.

Para saber mais sobre acesse o site Junior Achievement.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Alunos da Ramacrisna recebem palestra de Alfredo Gomes da Costa

Texto: Nathalia Malaquias

No último dia 4, foi realizada na Ramacrisna a palestra com o Pedagogo e escritor Alfredo Gomes da Costa.  O tema do bate foi “O eu em tempos de crise”, um reflexão e ações, baseado em exemplos de pessoas que crescem com dificuldades e se tornam grandes profissionais.

Alfredo falou também sobre a construção da identidade e o significado do valor das relações humanas.



Abaixo você pode conferir uma entrevista exclusiva para o Antenados:

Minha carreira iniciou voluntariamente, eu prestei trabalhos voluntários na segunda metade da década de 80, e nesse voluntariado eu descobri muita coisa boa que eu pude seguir e fazer disso a realização de meus sonhos. Em 1991, comecei a minha ação como educador eu ouvi muito meu sonho por influência de um irmão que eu trabalhei ao longo de 18 anos, ele era o irmão mais velho, era o padrinho, era um grande amigo e um grande líder. Eu procurei ouvir a voz do meu coração, ouvir os termos mais profundos do meu próprio ser.

As pessoas enxergam o palestrante como uma pessoa que ensina, e na verdade eu julgo como uma pessoa que influência e é influenciado. Eu compartilho conhecimentos e experiências, mais recebo muito disso enquanto me relaciono com as pessoas então a gente escuta os outros, vê os seus gestos e vivencia um determinado ambiente, assim ficamos em uma constante, sempre aprendendo e crescendo muito.