Ofício: Fotografia

Texto: Beatriz Antunes


Repórter: Como conheceu a Produtora Antenados e qual foi o impacto que essa descoberta influenciou na sua vida?

Emerson: Eu entrei no, então, Projeto Antenados quando ele ainda era uma ideia, um conceito acabado de sair da cabeça de seus idealizadores. Quando fui convidado para trabalhar, por volta de março de 2007, quando começaram as primeiras oficinas e atividades práticas. Cresci junto com o Antenados, e ele me proporcionou várias experiências, profissionais e pessoais, o fato é que eu sou muito grato.
Filipe: Descobri o Antenados através de uma indicação de um amigo, Cledemar, que hoje é Jornalista e Instrutor da Produtora. Foi então que tive o primeiro contato com produções audiovisuais e despertou meu amor pela coisa e me fez seguir na área.

Repórter: Como surgiu a parceria entre vocês (Emerson e Filipe) para criar o Studio Injoy?

Emerson: Na ocasião, eu já alimentava a ideia de trabalhar com fotografia há algum tempo, quando finalizei o curso (de fotografia) resolvi tirar a ideia do papel, foi assim que surgiu o Injoy. Minha parceria com o Filipe surgiu pela afinidade que nasceu no projeto antenados.

Filipe: Depois que me tornei instrutor no Antenados a minha amizade com o Emerson cresceu muito. Nos tornamos grandes amigos, irmãos mesmo. Então como pensamos bem semelhante, gostamos das mesmas coisas e nos damos bem, pensamos em juntar forças e criar o StudioInjoy.
 Emerson de Oliveira é formado em Publicidade e Propaganda e é coordenador da Produtora Antenados.
Repórter: Como é o atual cenário fotográfico brasileiro e suas maiores mudanças nos últimos anos?

Emerson: Eu posso tentar dizer algo sobre o mercado de fotografia de casamento, que é a área que eu venho me especializando. A coisa evoluiu muito, há algum tempo as pessoas tem orgulho em dizer que são fotógrafos de casamento, muitos até se definem como artistas. O fato é que a qualidade dos trabalhos e o retorno financeiro dos profissionais evoluíram paralelamente.

Filipe: Hoje em dia o segmento está bem popular, e o acesso a câmeras profissionais e celulares com boas câmeras é bem mais fácil que há anos atrás, o que incentiva muita gente a começar. Também existem muitos cursos e workshops.
 
Filipe Abras é instrutor de fotografia na Produtora Antenados e estudante de Publicidade e Propaganda.
Repórter: Quais são os maiores desafios para os que já atuam e os que estão começando agora no ramo fotográfico?

Emerson: Creio que o desafio seja o mesmo, tentar manter o entusiasmo e motivação, seja de qual área for ou de qual momento da carreira ele esteja. Quem está começando tem que reunir força e fé para superar as limitações, críticas e dificuldades financeiras. Para o profissional já estabelecido no mercado o desafio continua sendo o mesmo: a busca de um motivo para continuar clicando.
Filipe: Como a área está mais popular a concorrência também cresce principalmente para quem está começando. Isso acaba desanimando muitas pessoas.

Repórter: Deixe uma mensagem para as pessoas que se interessam por fotografia e querem entrar nessa área.

Emerson: Não deixe de ser um amador, mesmo se você passar a ser pago pelo que faz. A maioria dos profissionais está sendo definida por “COMO” eles fazem algo. Eu, ainda que pra mim mesmo possa soar como uma utopia, tento me orientar pela razão dos amadores, que fazem algo PORQUE amam, PORQUE aquilo os define, PORQUE aquilo se tornou sua “voz”; ou seja, estamos mais interessados no “PORQUE” fotografamos do que “COMO” fotografamos, acho que essa é nossa singularidade.

Filipe: Se forem entrar na área, façam com amor a fotografia e a você. Invistam tempo em workshops, palestras, viagens, livros e conhecer pessoas novas. A fotografia não é só técnica, é também todo o repertório de vida do fotógrafo.
SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.