Oscar 2013



Texto: Rebeca Descarpontriez 
Fotos: Internet


Para os cinéfilos de plantão, essa é uma semana cheia de expectativas, afinal a pomposa premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (Oscar) está chegando. E basta sair a lista dos indicados para começar as apostas. Esse ano, quem lidera essas listas é o longa Lincoln, do diretor Steven Spielberg (dono de duas estatuetas). O filme recebeu 12 indicações, dentre elas, as principais prêmios da cerimônia: melhor ator (e atriz), diretor e melhor filme. Caso esse favoritismo se confirme, Spielberg levará para casa a sua terceira estatueta. Bem no encalço de Lincoln, outro campeão de indicações em 2013 é o longa “As Aventuras de Pi”, do diretor taiwanês Ang Lee (ele já tem um Oscar). O longa foi indicado em 11 categorias.

Além de “As Aventuras de Pi” e “Lincoln”, os demais indicados na categoria de melhor filme são:

Indomável sonhadora
O lado bom da vida
A hora mais escura
Os Miseráveis
Amor
Django livre
Argo




Conquistar uma dessas estatuetas douradas poderá ser o auge na carreira de algum desses atores, diretores, roteiristas e demais profissionais da indústria do cinema. Afinal, não é fácil levar um Oscar pra casa, e quem alcança esse feito, além de entrar para o restrito clube dos premiados, tem seu nome eternizado na história do cinema. Para entender a importância e o peso dessa premiação, é preciso viajar pelos 85 anos de história do Oscar.

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Breve histórico
Fontes: Folha.com

A cerimônia de entrega do Oscar tem sua origem após a fundação da Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood, criada em 1927 com o propósito de promover as produções de Hollywood.

Academia criou a premiação para honrar o desempenho de atores, atrizes e diretores da indústria. Com o passar do tempo, novas categorias foram sendo incorporando.

O diretor de arte do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer, Cedric Gibbons, foi escolhido para desenhar a estatueta: a figura dourada de um cavaleiro nu e corpulento, de braços cruzados, segurando uma espada e parado sobre um rolo de filmagem.

A primeira cerimônia, um jantar simples e curto, foi em 16 de maio de 1929 no Hotel Roosevelt de Hollywood, a poucos metros de onde hoje é realizado o Oscar, o Teatro Kodak.

Desde a primeira cerimônia, mais de 2.500 troféus foram entregues. Com o passar dos anos, esta festa se tornou cada vez mais glamourosa, com exceção dos espetáculos dos períodos de guerra.

As primeiras versões da estátua eram de bronze, mas durante a 2ª Guerra Mundial por causa da escassez de metais, os troféus começaram a ser feitos de gesso. Estes últimos foram substituídos pelas atuais estatuetas banhadas a ouro e prata.

O troféu, que mede 34 cm de altura e pesa 3,85 quilos, nem sempre foi chamado Oscar, mas sua forma não mudou desde sua criação, exceto quando ganhou o pedestal, em 1945.

A origem do nome da estatueta não é clara, mas segundo a lenda, a encarregada da livraria da Academia e a eventual diretora executiva Margaret Herrick a achava muito parecida com seu tio Oscar. A partir daí, seu pessoal começou a chamar a estatueta de Oscar.




Um jornalista especializado em Hollywood, Sidney Skolsky, usou o nome numa coluna em 1934 ao comentar o prêmio de melhor atriz recebido por Katharine Hepburn. A Academia só passou a usar o "apelido" oficialmente depois de 1939.

Na primeira cerimônia de entrega do prêmio, que durou 15 minutos, só foram entregues 15 estatuetas. Neste domingo serão entregues 50 troféus em 24 categorias, devido à inclusão de um número cada vez maior, como efeitos visuais e filme de animação.

Transmitida inicialmente por rádio, a premiação da Academia foi exibida em preto e branco pela primeira vez em 1953 e, 13 anos mais tarde, em cores.

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Agora é só esperar até domingo para que essa nova página seja escrita na história do Oscar. E pra quem ainda não conseguiu assistir a nenhum dos indicados em 2013, ainda há tempo de correr atrás dos prejuízo. Quem sabe não vale a pena enfrentar uma maratona para poder torcer pelo seu filme favorito?

SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.