Em contato com a literatura



Texto: Cleidiane Duarte e Hellen Silva 
Foto: Carlos Frois / Divulgação

Graciliano Ramos também foi escolhido pelos jovens.


Graciliano Ramos de Oliveira, mais conhecido como Graciliano Ramos, nasceu em Quebrangulo aos 27 de outubro de 1892 e faleceu no Rio de Janeiro em 1953. Foi um romancista, cronista, contista, jornalista, político e memorialista brasileiro do século XX, mais conhecido por seu livro Vidas Secas (1938).












A grande responsabilidade ficou para a dupla Hellen Silva e Suelen Rüdiger. As meninas mostraram que são capazes.





O trabalho de Graciliano Ramos é reunido basicamente em suas três obras Primas:
São Bernardo, romance que conta a história de um fazendeiro rico e amargurado, que não sabe o que é a amizade e o amor, e aos 50 anos resolve escrever uma biografia de sua vida monótona.



Vidas Secas, romance que conta a difícil história de uma família de retirantes nordestinos, que lutam contra as dificuldades da vida na seca do Nordeste brasileiro.




E o livro Angústia, retratando a vida de um funcionário público e escritor frustrado, que por ciúmes de um colega de trabalho comete um crime passional.




Frases de Graciliano Ramos que ficaram na história:
"Se a igualdade entre os homens, que busco e desejo, for o desrespeito ao ser humano, fugirei dela."


"É fácil livrar-se das responsabilidades. Difícil é escapar das consequências por se ter livrado delas."


"O fim é a oportunidade do recomeço"


Amar é admirar a pessoa amada, é fazer-se presente a cada momento, é se dar por inteiro. Amar é embriagar-se de felicidade.”





SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.