Programação especial


-->
Texto: Henrique Oliveira
Fotos: Léo Lara

Como temos o coração muito bom (risos), resolvemos colaborar com aqueles que não podem comparecer às palestras da Semana de Comunicação. Durante a semana, iremos postar uma breve descrição de algumas áreas da fotografia.

São elas: jornalismo, moda, produto, automóveis e casamento.

E, para dar início a essa sequência especial, é claro, começaremos pela área que mais nos inspira, o fotojornalismo.

Fotojornalismo
A regra é passar a informação de forma rápida e simples

Diferente das demais áreas da fotografia, nas quais a estética é quase sempre a regra principal, o fotojornalista está preocupado em reportar acontecimentos e retratá-los de forma clara e objetiva. 
O profissional pode ter fotos publicadas em jornais, revistas, portais de notícias e qualquer outro veículo de comunicação com o foco em fatos sociais.

Preciso ser formado em jornalismo para exercer a profissão?
-->
Essa discussão é polêmica, e vem se arrastando no Supremo Tribunal Federal nos últimos anos. Embora esse debate ainda se prolongue por mais um tempo, algumas coisas são certas e independem dessa decisão. O fotojornalista tem que ser um profissional bem informado e gostar do contato com as pessoas, afinal, em geral, as pessoas são as melhores fontes. Além disso, o fotojornalista deve estar ligado e aberto às novas tecnologias, pois de um ano para o outro seus equipamentos podem se tornar obsoletos.

Em suma, a pessoa tem realmente gostar do que faz, uma vez que não são só bons acontecimentos que o fotógrafo registra. É comum na rotina do fotojornalista registrar fatos negativos e perigosos como: Guerras, protestos, manifestações ou ações relacionadas à violência.

Uma profissão de risco!

SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.